Análise da época de F1: Vettel a caminho do 4.º título consecutivo


A próxima ronda do Campeonato Mundial de Fórmula Um, o sempre escaldante Grande Prémio da Hungria, marca o ponto médio da campanha de 19 corridas.

Tem sido um ano dominado por um tema: os pneus. No começo da época houve quem afirmasse que estes pneus concebidos para a época de 2013 eram demasiado agressivos. Depois, a polémica sobre os testes que a Mercedes fez ilegamente em Espanha.

Em Silverstone uma série de rebentamentos obrigaram a Pirelli a tomar medidas rapidamente, apesentando novas borrachas para a corrida na Alemanha, no fim-de-semana passado. Na Hungria, serão novamente alterados, sendo estabelecidos os compostos a serem usados no que sobra da época.

Vettel rumo ao título

Sebastian Vettel e a Red Bull Racing têm fortes probabilidades de estender o seu sucesso por mais uma época, a quarta consecutiva. As odds para erguerem os troféus foram diminuidas para 1.22 e 1.12 respectivamente.

Apesar de estarem sempre na disputa pela vitória, muda de corrida para corrida a identidade dos seus principais opositores. Num fim-de-semana poderá ser a Ferrari, no seguinte a Mercedes ou a Lotus.

É fácil esquecer o quão rápido as coisas têm mudado. Não há como prever a influência dos pneus para a corrida no Hungaroring.

Actualmente, Fernando Alonso parte com 34 pontos de desvantagem para Vettel, quando estão 250 ainda em disputa. O bicampeão mundial é tido como o piloto mais rápido na F1 actual. Apostar no espanhol para a vitória no campeonato apresenta boas odds de 7.00.

A corrida de domingo também mostrou porque não se pode excluir Kimi Raikkonen da batalha pelo título. Está a apenas sete pontos de Alonso e conta com um Lotus muito competitivo nas temperaturas mais altas. Com corridas a disputar na Hungria, Singapura, Abu Dhabi entre outras pistas onde é provável que a temperatura suba, podemos ter situações favoráveis ao finlandês. E com odds de 12.0 para quanto à sua vitória, fazem dele uma aposta sensata.

Perspectivas mais sombrias para Hamilton e Button

As coisas não têm corrido bem aos dois antigos campeões britânicos. O pódio é um sonho distante para Jenson Button, que luta com um muito pouco competitivo MP4/28.

Por outro lado, Lewis Hamilton já conseguiu três poles nesta sua mudança para a Mercedes, mas ainda não logrou vencer com a sua nova equipa. Sofreu o desgosto de perder a liderança da corrida quando um dos seus pneus estoirou em Silverstone.

Apesar disto, a competitividade atual da Mercedes e a expectativa de que possuem um motor bem adaptado às alterações regulamentares para 2014 levam a que seja mais seguro apostar em Hamilton (1.45) como consegue o segundo título antes de Button.

Probabilidade de vitória

Uma das estrelas do fim-de-semana passado foi, sem dúvida, Romain Grosjean. O piloto da Lotus estava muito bem colocado para vencer quando o Safety Car lhe roubou a hipótese de bater Vettel. Apesar de ser muito provável que tenha que ceder a vitória ao colega de equipa, se houver hipóteses de Raikkonen lá chegar (como aconteceu nas últimas duas corridas), vale a pena espreitar as odds que lhe dão 3.50 caso tenha a sua primeira vitória nesta época.

As odds para tal acontecer na Hungria - uma corrida disputada sob altas temperaturas e onde mostrou excelente forma no ano passado - são apelativas (18.00).

Felipe Massa (na foto acima) terminou a época passada em boa forma e manteve o ímpeto no começo de 2013. Mas está de novo a perder gás: o piloto da Ferrari saiu de pista ou teve piões nos últimos quatro eventos. A forma como abandonou a corrida de domingo foi a pior: Massa simplesmente resvalou da pista e deixou o motor morreu após três voltas e quando se encontrava bem colocado.

Se calhar não vale a pena apostar nele para vencer corridas este ano, apesar das odds de 4.50, sendo mais prudente apostar em como não pilotará em corridas pela Ferrari no próximo ano (odds de 2.20).

Keith Collantine é o editor do blog F1 Fanatic.