Irá Neymar bilhar mais que Lionel Messi esta época?


Já todos conhecemos Neymar. Já o deve ter visto no YouTube, há dois ou três anos, a trocar as voltas aos defesas adversários com fintas e outros movimentos que ainda nem têm nome. Poderá tê-lo visto a jogar pelo Santos no Campeonato Mundial de Clubes, ou no Brasileirão, ou até na Taça dos Libertadores da América.

É certo que o acompanhou no mês passado. O brasileiro de 21 anos foi a principal estrela na Taça das Confederações, empurrando o Brasil para a vitória no torneio que precede o Campeonato do Mundo. Marcou quarto golos pela seleção anfitriã, qualquer um deles espetacular, e provavelmente convenceu alguns dos detratores de que é um jogador a ter em conta.

Neymar chega a Barcelona com a aspiração de ser o melhor jogador do mundo – algo que nunca escondeu nas entrevistas. Mas poderá esbarrar de frente num obstáculo gigantesco. Neymar enfrenta Lionel Messi.

Vencedor de quatro prémios Ballon D’Or consecutivos, o argentino está habituado a sucesso pessoal no Barcelona. Ele é o fulcro da equipa, de tal forma que quando os catalães tentaram assegurar alternativas em Zlatan Ibrahimovich ou David Villa as coisas começaram a correr mal. Messi não é um jogador ostensivamente egoísta, mas não se marcam 96 golos em duas épocas de liga sem que os colegas de equipa estejam a colaborar para isso.

Neymar já veio a público negar que exista alguma rivalidade entre o duo atacante da equipa catalã: “Quero ajudar Messi a manter o título de melhor jogador do mundo” – assegurou assim que chegou à capital da Catalunha. Mas as comparações entre estes dois jogadores serão de esperar se o brasileiro continuar a melhorar o seu jogo, tal como tem acontecido nestes últimos três anos. O Neymar que se esforçou para se fazer notar frente ao Barcelona de Messi na final do Campeonato do Mundo de Clubes há dois anos (ver abaixo) deu lugar a um jogador mais maduro e concentrado.

Poderá então Neymar roubar a luz da ribalta a Messi no Barcelona? Pode apostar nele como vencedor (20.00) do Ballon D'Or este ano, ou como vence o FIFA Ballon D'Or antes da época 2016/17 (8.00), interrompendo o monopólio do companheiro de equipa neste cobiçado troféu. Tal será colocar a fasquia demasiado alto, dada a sua tenra idade e inexperiência. Enquanto Neymar tem razões para acreditar que poderá assegurar o troféu no futuro, Messi continua a ser o favorito a vencer o troféu nos próximos anos -  e se excluirmos a oposição de jogadores como Cristiano Ronaldo ou Andrés Iniesta.

No final da época, os dois poderão lutar frente a frente pelo maior prémio de todos, o troféu de Campeão do Mundo. O Brasil está com 4.00 nas quotas para erguer o troféu, enquanto a Argentina apresentam um valor de 6.00. Está aqui a melhor oportunidade para o jovem brasileiro se impor a Messi. O Brasil jogou de uma forma impressionante na Taça das Confederações e terão o ruidoso público local ao seu lado, enquanto a Argentina será alvo da reacção oposta.

Não podemos excluir a Espanha da corrida ao título, mas também seria arriscado apostar contra a seleção anfitriã no próximo verão. Mesmo que Messi se evidencie frente a Neymar com a camisola do Barça, poderá ser a jovem estrela canarinha a se rir por último dentro de 12 meses.

Pode apostar em Neymar como vencedor de La Liga, a Liga dos Campeões e o Campeonato do Mundo no próximo ano com quotas de 32.00.