GP da Coreia: Compensa olhar para além de Vettel



A Fórmula Um está a tornar-se num espectáculo particular de Sebastian Vettel: já vai na terceira vitória consecutiva, desta feita no GP de Singapura.

Este domínio reflete-se nas quotas para o Grande Prémio da Coreia do Sul, que decorre este fim-de-semana: Vettel teve o corte nas mesmas, enquanto as dos rivais foram inflacionadas.

Para além disso, o registo do alemão no insípido Korea International Circuit é formidável. Já venceu por duas vezes e liderou 153 das 165 voltas registadas no mesmo. Não fosse a falha do motor do seu monolugar, o piloto da Red Bull seria o único a vencer neste traçado.

Com uma vitória de Vettel cotada com uns pobres 1.60, pode ser tentador apostar no seu colega Mark Webber. Tripulando um carro idêntico ao do tri-campeão, está mais do que na hora de vencer uma corrida. Mas terá que se livrar do azar que o tem apoquentado nas últimas corridas.

Não só por esta razão, como está penalizado em 10 lugares na grelha de partida, um castigo por ter concedido boleia a Fernando Alonso no circuito de Singapura e tendo a terceira reprimenda da época em consequência deste acto insólito mas não inédito. Será complicado aspirar a um arranque melhor que do meio do pelotão.

A fiabilidade dos monolugares da marca de bebidas energéticas tem sido o seu calcanhar-de-aquiles, já tendo custado uma vitória quase certa a Vettel e traído Webber na última volta do GP de Singapura.

A superioridade de Vettel significa que há quotas decentes para os reus rivais. Lewis Hamilton está com 5.50 se vencer, enquanto Fernando Alonso ostenta 6.00 e Kimi Raikonnen duplica a parada com 12.00. Do trio, estou tentado a apoiar Alonso, pois tem secundado Vettel nas últimas três provas e venceu na Coreia há três anos.

Estejam atentos a Rosberg e à possibilidade de chuva

Nico Rosberg esteve bem perto de Vettel na disputa pela pole position em Singapura, por isso é surpreendente ver que está com elevada quota de 6.00 para ficar com a primeira posição da grelha. O alemão já conseguiu a P1 por três vezes este ano por isso parece ser uma boa aposta.

Também vale a pena equacionar a previsão meteorlógica, que mostra uma tempestade tropical a formar-se na região. Resta saber se esta irá interferir com o decorrer do programa de corridas, mas convém ponderar este fator quando apostar. Red Bull e Mercedes tendem a se sair bem com a pista molhada, piso que não deixa os monolugares da Ferrari e da Lotus tão à vontade.

 

Primeiras apostas para 2014

Com o desfecho da corrida ao título de 2013 cada vez mais certo, começa-se a ponderar o próximo ano onde se assistirá a uma pequena revolução em termos de regulamentos técnicos.

Com ainda muito tempo para o ínicio da época de 2014, e nada que indique o desempenho dos monolugares que estão a ser projetados, Vettel continua a ser a aposta mais clara para assegurar um quinto título consecutivo, com quotas de 1.70.

Alonso e Raikkonen, que irão partilhar as boxes da Ferrari na próxima época, têm 4.00 e 4.25 respetivamente. Já lá vão cinco anos desde que a Ferrari celebrou um título de campeã, e a sua ânsia em terminar este período de jejum é demostrada pela contratação de dois campeões pela primeira vez em 60 anos.

Finalmente, temos que ponderar a transferência milionária de Hamilton da McLaren para a Mercedes, decidida no final da época passada, teve como propósito a preparação para 2014. O piloto britânico está com quotas de 4.75 para levar a marca da estrela de três pontas ao título. Não convém descartar o seu colega de equipa, Rosberg, que oferece quotas bem mais interessantes de 15.00.

adaptado do original por Keith Collantine, editor do blog F1 Fanatic