GP Itália: Pouco retorno na vitória da Ferrari em Monza


Fernando Alonso continua na corrida pelo título de pilotos este ano. Mas o menino bonito da Ferrari precisa de começar a acumular vitórias e a roubar pontos a Sebastian Vettel.

E não há local melhor para o fazer que a catedral da velocidade, o Autodromo Nazionale de Monza. Os fiéis adeptos da Ferrari vão lotar as bancadas, ansiosos por uma vitória da Scuderia.

As hipóteses de Alonso o fazer parecem ter melhorado, pois as odds colocam-no como segundo favorito logo atrás de Vettel com 4.00. É uma boa notícia para os ferraristi mas para quem quer fazer apostas lucrativas será melhor olhar para outros pilotos.

Como de costume, as quotas de Vettel não são apelativas. Ele teve a quinta vitória da época em Spa e já iria na sexta se tivesse desistido por falha mecânica quando liderava em Silverstone. A quotas para vencer novamente este fim-de-semana são de apenas 1.40.


Rosberg e Raikkonen

Existem dois pilotos que já pisaram o topo do pódio este ano, mas a sorte não tem estado do seu lado ultimamente. Apesar disso, temos que contar com eles no decorrer do programa do GP de Itália: falamos de Nico Rosberg e de Kimi Raikkonen.

Rosberg, ao volante de um dos Mercedes W04 que têm assegurado a pole position em oito das onze corridas já disputadas, é uma boa aposta para a qualificação. E com quotas de 6.00 para ficar na P1, é um bom negócio também.

E como é costume na Fórmula Um, se apoiamos um piloto na conquista da pole position também podemos verificar quais as quotas para a vitória. Neste aspecto, Rosberg é ainda mais rentável com 9.00 de quotas para assegurar os 25 pontos finais.

Kimi Raikkonen oferece quotas idênticas para a vitória na corrida. Monza será um bom palco para a Lotus, pois as velocidades ali praticadas fazem do traçado um cenário para maior consumo dos pneus, uma dos pontos fortes do chassis de Enstone. O seu colega de equipa, Romain Grosjean, demonstrou isto em Spa ao terminar a corrida com apenas uma passagem pelas boxes enquanto a maioria dos outros pilotos percorreram a distância com duas paragens.


Escolhas para o pódio

Sérgio Perez terminou em segundo lugar no ano passado, ao volante de Sauber, e as quotas para repetir o feito este ano são umas consideráveis 40.00. Tal é surpreendente, pois o seu colega de equipa Jenson Button está com quotas de 12.00.

Claro que é preciso ter em conta que nenhum dos pilotos conseguiu terminar nos três primeiros este ano. Mas em Monza, onde a falta de downforce do MP4-28 será menos notória, oferece a melhor hipótese desta dupla provar o champanhe.

Button poderia ter estado na luta pelo terceiro lugar na última corrida se a McLaren tivesse cumprido o plano de parar apenas uma vez nas boxes, pois o seu monolugar é pouco exigente com os pneus. Perez também mostrou ritmo e teve a infelicidade de arrancar fora dos dez primeiros após perder por pouco a hipótese de ter mais uma tentativa na qualificação.

Dois pilotos que oferecem possibilidades mais realistas de chegar ao pódio, ainda que tenham quotas altas, são Grosjean e Massa. O piloto da Lotus tem estado em grande forma ultimamente, com mais sucesso na qualificação que Raikkonen, terminando no pódio na Alemanha e pressionando Vettel na Hungria. Está com 7.00 de quotas para terminar no pódio pela terceira vez esta época em Monza.

Massa só pisou o pódio por uma vez este ano mas a Ferrari parece estar numa fase ascendente e irá forçar o ritmo em casa. Massa está com 9.00 para ficar nos três primeiros no próximo domingo.

Aposte no GP de Itália com a Unibet.