Sagrou-se finalmente vencedor de Wimbledon - Quem poderá desafiar Murray no decorrer dos próximos cinco anos?


Andy Murray. Vencedor de Wimbledon. Pode demorar algum tempo até que os adeptos britânicos se habituem a esta associação de conceitos.

A ascensão de Murray ao topo do ténis masculino tem sido progressiva, problemática e por vezes muito dolorosa. Agora adiciona ao seu espólio o mais cobiçado dos troféus, lado a lado com o que ganhou em Flushing Meadows (US Open) no ano passado. Torna-se assim o homem a bater.

Aos 26 anos, terá pelo menos mais 5 anos ao mais alto nível da competição. Quem o poderá desafiar no decorrer desse período? 

Milos Raonic

Este jovem canadiano é o mais promissor jogador da atualidade. Colocado na posição 15 do ranking, Raonic é conhecido pelo seu serviço explosivo e por ter uma direita potente. É muito forte nos jogos de serviço, como ilustram os 24 ases conseguidos quando derrotou Michael Llondra na segunda ronda do Open de França. São uma espécie de assinatura deste prodigioso jogador de 22 anos. Raonic ainda carece de evolução nos pisos de terra batida ou relva, mas já fez progressos no US Open e no Open da Austrália, sendo uma boa aposta que passará além da quarta ronda em Flushing Meadowns no próximo mês. Assim que atinja o auge do se potencial, poderá ser um rival à altura de Murray. Raonic tem 150.00 de odds para vencer o US Open.

Novak Djokovic

Nascidos com apenas sete dias de diferença, Novak Djokovic e Andy Murray passaram as respectivas juventudes a dicidir torneios e serão os jogadores que melhor se conhecem dentro do circuito. Detendo já seis troféus principais, Djokovic atingiu o auge diante de Murray e parecia encaminhado para ganhar muito mais títulos que o seu amigo escocês. Mas as duas vitórias de Murray em torneios do Grand Slam, ambos sobre Novak, indicam que Murray poderá estar a par do seu velho amigo. Estes dois jogadores terão mais disputas do género que presenciámos no Court Central no domingo.

Bernard Tomic

Ainda com 20 anos, este australiano ainda tem que percorrer algum camino até que defronte Murray nas finais do Grand Slam. Não obstante, Tomic está em constante evolução e é uma das estrelas com ascensão mais rápida da modalidade. Numa era em que os jogadores masculinos só atingem o auge à volta dos 25 anos, Tomic chegou aos quartos-de-final de Wimbledon com uns tenros 18 anos de idade em 2011. Nessa prova, derrotou Nikolay Davydenko, Igor Andreev, Robin Soderling e Xavier Malisse, sendo detido pelo vencedor eventual Novak Djokovic em quatro sets. Tomic tem uma excelente direita, complementada com um jogo variado que inclui uma esquerda competente e um bom sentido de oportunidade para um drop shot. Actualmente no lugar 42 do ranking, Tomic tem ainda muito para dar e deverá atingir o seu pico quando Murray estiver à beira dos 30 anos de idade. Promete!

Rafael Nadal

Nadal parece ter perdido o rumo nestes últimos anos. Lesões e uma forma muito abaixo do que lhe conhecíamos apoquentaram este jogador que ostenta oito vitórias em Roland Garros e que só logrou outras 4 vitórias nos restantes torneios. Com Murray a deter Wimbledon e o US Open, enquanto Djokovic ostenta a vitória no Open da Austrália, o espanhol terá uma tarefa complicada para lhes fazer frente. Não restam dúvidas sobre o talento inato e capacidade de luta de Nadal, e uma vez que regresse à boa forma, Murray terá muito que suar para vencer o Rei da Terra Batida.

Andy Murray está com 3.20 de odds para manter o título no US Open no mês que vem. Aposte nele cedo com a Unibet.